Sala de Imprensa

Simpósio vai discutir construção sustentável no Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Nos dias 10 e 11 de maio, a Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal (APRE) vai realizar o 6º Simpósio Madeira & Construção, com o tema “Construções sustentáveis com madeira de floresta plantada”. O objetivo é fomentar o uso da madeira na construção civil, quebrar mitos e divulgar inovações tecnológicas da madeira processada e industrializada. A novidade dessa edição é que ela será on-line, para ampliar o alcance e fazer com que mais pessoas possam participar. As inscrições estão abertas, nos valores de R$ 200,00 para profissionais de empresas associadas à APRE; R$ 300,00 para profissionais de empresas ligadas a outras associações de base florestal; R$ 400,00 para profissionais de empresas não associadas; R$ 100,00 para professores e pesquisadores; e R$ 80,00 para estudantes.

Para Ailson Loper, diretor executivo da Apre, o mundo está buscando cada vez mais produtos sustentáveis, que tragam menos impacto ao meio ambiente, e a madeira é uma excelente opção para isso, inclusive para a construção civil. Porém, no Brasil, segundo ele, ainda existem barreiras para ampliar esse uso, principalmente a falta de informação, e o evento é um importante espaço para esse debate.

“Nosso objetivo é unir, em um mesmo ambiente, todos os atores da cadeia produtiva da construção com madeira para falar sobre os benefícios em termos de desenvolvimento de métodos, técnicas e produtos aplicados à madeira no setor construtivo. O Simpósio vai apresentar o que existe de mais inovador e moderno e o que está sendo utilizado no Brasil com relação à madeira, que é considerada a matéria-prima do futuro”, afirma Loper.

Segundo o diretor executivo da Apre, ao longo dos anos, a organização do evento sempre se questionou se o mundo inteiro está errado em construir com madeira ou se o Brasil precisa trabalhar para popularizar esse material. Para ele, olhando para o mercado, existe um longo caminho a seguir nesse tema.

“A pergunta que procuramos responder é: por que a madeira, conhecida pelos franceses como biomaterial, não é integrante da nossa cultura construtiva? Os imigrantes trouxeram essa cultura, precisamos resgatar isso. A cada evento, encontramos mais e mais pessoas interessadas, e percebemos que o tema está cada vez mais em alta dentro da academia. Precisamos utilizar mais esse material fantástico, que é usado em larga escala no mundo inteiro, e que é excelente para o contexto ambiental que estamos vivendo. Precisamos trocar informações sobre o tema e estimular a troca de ideias”, declara.

Para Ângela do Valle, professora do Departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), coordenadora do Grupo Interdisciplinar de Estudos da Madeira e atual presidente do Instituto Brasileiro da Madeira e das Estruturas de Madeira (Ibramem), a construção civil é um dos setores que mais gera desperdício e resíduos no Brasil. De acordo com ela, é preciso urgentemente rever a forma como se constrói no país, para que sejam usados mais materiais renováveis, que reduzam o impacto ambiental. “A madeira, em especial a de floresta plantada, é um material que se presta muito bem para esse uso. Se soubermos a aplicação adequada do material, para a madeira na construção, teremos edificações duráveis, que colaboram para a sustentabilidade ambiental”, reforça.

Programação

Na programação, renomados palestrantes, os maiores especialistas sobre o tema no país, vão falar sobre o cenário, as oportunidades e o futuro da construção sustentável no Brasil e no mundo. O evento terá três painéis principais. O primeiro, que vai acontecer no dia 10, das 08h30 às 12h, discutirá o tema “Da floresta à construção com madeira”, com palestras de Alan Dias, da A Carpinteria, sobre “Grandes obras de madeira/design”; Álvaro Scheffer, da Águia Florestal, sobre “Florestas plantadas: o manejo para produção de toras para diversos mercados”; Guilherme Stamato, da Stamade Projetos e Consultoria em Estruturas de madeira, sobre “A indústria de construção civil com madeira: a qualidade da madeira que precisamos (novas normas e especificações)”; e Patrick Reydams, da Urbem – Amata Brasil, sobre “Produção de madeira engenheirada.

Ainda no dia 10, das 14h às 17h, acontece o segundo painel, com o tema “Ensino, pesquisa e divulgação do uso da madeira”. Os palestrantes serão Janice Bernardo da Silva, professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR), falando sobre “Histórico do uso da madeira no tempo”; Ângela do Valle, presidente do Instituto Brasileiro da Madeira e das Estruturas de Madeira (Ibramem), abordando o trabalho do Instituto para “Difusão de conhecimento e desenvolvimento de boas práticas da construção com madeira”; Christine Laroca e Isabel Maria de Melo Borba, professoras da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), com o tema “Universidades: o ensino e a grade curricular em relação à madeira para construção”; e Marcelo Aflalo, do Núcleo da Madeira, que vai destacar “O uso intensivo da madeira: como ligar todos os elos envolvidos na construção sustentável”.

Já no dia 11, a programação vai acontecer somente pela manhã, das 08h30 às 11h30, com o terceiro e último painel do evento, que vai tratar das “Novas tecnologias e projetos com madeira na construção civil”. Everaldo Pletz, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), trabalhará o tema “Novas tecnologias e projetos com madeira na construção civil”; João Arlei Eckert, da Pisossul, falará sobre “Novas tecnologias na construção civil”; Bibiane Barp Duarte, da Ekomposit, fará a palestra “Madeira engenheirada a partir de lâminas e seus compósitos”; Ettore Giacomet Basile, da Millpar, fará uma apresentação institucional da empresa; e, por fim, Franco Piva vai destacar “Estrutura de madeira pelo mundo”

Vale destacar que todos os painéis terão espaço para debate entre os participantes e os palestrantes. O Simpósio vai reunir profissionais de empresas florestais, de empresas de serviços e negócios, pesquisadores e estudantes, sendo o encontro uma excelente oportunidade de networking entre os participantes.

O 6º Simpósio Madeira & Construção é uma realização da Associação Paranaense de Empresas de Base Florestal (APRE), com apoio da Associação Brasileira da Indústria de Madeira Processada Mecanicamente (Abimci), Instituto Brasileiro da Madeira e das Estruturas de Madeira (Ibramem), Núcleo da Madeira, Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Unila, Carpinteria, Stamade e Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR); e patrocínio da Urbem.

Mais informações e inscrições pelo site da Apre – www.apreflorestas.com.br/eventos.

Serviço
6º Simpósio Madeira & Construção
Data: 10 e 11 de maio de 2022
Transmissão: Ao vivo, pela plataforma Zoom
Informações: https://apreflorestas.com.br/evento/6-simposio-madeira-construcao/
Inscrições: https://forms.gle/qGMmRPqqGgfndQGk6