Sala de Imprensa

Palestra vai discutir controle biológico e soluções para pragas exóticas

Diretor da Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp é um dos convidados do 7º Workshop Apre/Embrapa Florestas
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Um dos maiores desafios do setor florestal são as pragas, que podem causar grande prejuízo às florestas. Por isso, as empresas vem buscando soluções a partir de pesquisa científica justamente para realizar o controle ou eliminar a praga. O assunto é tão importante que vai fazer parte da programação do 7º Workshop Apre/Embrapa Florestas. O evento está marcado para acontecer entre os dias 19 e 20 de março, em Colombo (PR), na sede da Embrapa Florestas, e terá como tema principal “Os cuidados com as florestas plantadas: proteção e sanidade”.

De acordo com informações da Embrapa, a pesquisa científica trabalha para entender a dinâmica de uma praga e buscar respostas. Com relação ao tema, o órgão cita o Manejo Integrado de Pragas, uma alternativa viável, com a aplicação de medidas biológicas, culturais, genéticas e mecânicas que possibilitam reduzir a população de pragas em níveis toleráveis; e o controle biológico de pragas, que procura desenvolver tecnologias que trazem inimigos naturais das pragas para ajudar no seu controle, reduzindo ou eliminando o uso de produtos químicos. Além disso, também são necessárias medidas de monitoramento e detecção da entrada de novas pragas no país.

Para falar sobre o assunto, a organização do workshop convidou Carlos Frederico Wilcken, diretor da Faculdade de Ciências Agronômicas da Universidade Estadual Paulista (Unesp), que vai trabalhar o tema “Manejo Integrado de pragas – Integração de sistemas”. Segundo ele, a palestra vai focar no controle biológico, com apresentação de casos de pragas exóticas de eucalipto no Brasil e a abordagem do manejo integrado de pragas.

“Precisamos mostrar como está a situação das infestações de pragas em cada região e como estão controlando essas pragas, para promover o debate. Para isso, vamos atualizar as informações sobre o avanço das pragas florestais no Brasil e no mundo e os resultados recentes dos programas de controle biológico no Brasil. Hoje, há o risco de introdução de novas pragas, mas também existe a possibilidade de instalação de biofábricas de inimigos naturais e de bioinseticidas para o manejo das pragas florestais”, adiantou.

Workshop Apre/Embrapa Florestas

O encontro foi idealizado com o objetivo de reunir gerentes, coordenadores, supervisores e demais profissionais envolvidos na área para tratar de um dos temas mais importantes no setor florestal, que é a sanidade das florestas plantadas. Por isso, a Embrapa Florestas e a Apre convidaram referências no segmento de cuidados silviculturais com as florestas plantadas para tratar do assunto. Além de renomados palestrantes e especialistas, o Workshop Apre/Embrapa Florestas contará com a presença de empresas da área de equipamentos, serviços e negócios para estimular o networking e a troca de experiências entre os participantes.

A programação do evento foi dividida em quatro blocos: Questão das pragas em florestas plantadas; Efeitos da Matocompetição e a interação com as pragas na floresta; Monitoramento, estimativas e cenários de perdas não planejadas; e Como se organizar para proteção florestal / A experiência das empresas florestais.

Para se inscrever, basta acessar o site www.apreflorestas.com.br/evento. As inscrições custam R$ 450,00 para profissionais de empresas associadas à Apre; R$ 550,00 para profissionais de empresas associadas à Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR) e à Associação Gaúcha de Empresas Florestais (Ageflor); e R$ 650,00 para profissionais de empresas não associadas.

19/03 – A questão das pragas em florestas plantadas

08h30 – 08h50 Credenciamento e Abertura

08h50 – 09h00 Boas-vindas

09h00 – 10h00 Visão Geral Sobre Pragas em Florestas Plantadas – Edson Tadeu Iede/Especialista em Entomologia

10h00 – 10h30 Networking Coffee

10h30 – 11h15 Barreiras e Entraves para Exportação de Madeira do Brasil – Carlos Goulart/MAPA

11h15 – 12h00 Análise de riscos de pragas, controles biológico e químico no MIP Florestais – José Eduardo Petrilli Mendes/IBÁ

12h00- 12h30 Debate com palestrantes

19/03 – Efeitos da matocompetição e a interação com as pragas na floresta

14h00 – 14h45 Resistência de plantas daninhas a herbicidas – Artur Arrobas Martins Barroso/UFPR

14h45 – 15h30 A experiência da Arauco no Controle de Plantas Daninhas e Pragas na Cultura de Pinus – Rodrigo Toledo Coutinho/Arauco

15h30 – 16h15 Manejo Integrado de pragas – Integração de sistemas – Carlos Wilcken/Unesp

16h15 – 16h45 Portifólio Futuragro – Francisco de Assis Solak

16h45 – 17h15 Debate com palestrantes

17h15 – 17h45 Networking Coffee

20/03 – Monitoramento, estimativas e cenários de perdas não planejadas

08h20 – 08h50 Portifólio Casa do Adubo – Marcelino A. Amaral Filho

08h50 – 09h35 Tecnologias aplicadas no monitoramento e classificação de danos por pragas e doenças – Alexandre Coutinho Vianna Lima/Manejo Integrado de Pragas Florestal

09h35 – 10h20 Precisão: O grande desafio no manejo de florestas plantadas – Julio Eduardo Arce/UFPR

10h20 – 10h50 Networking Coffee

10h50 – 11h35 Modelagem biológica e análises de impacto financeiro no suprimento de madeira – Cesar Junio Santana/Remsoft

11h35 – 12h20 Macaco prego – Mensuração dos danos e estratégias para redução de perdas – Dieter Liebsch/Arauka Ambiental

12h20 – 12h40 Debate com palestrantes

20/03 – Como se organizar para proteção florestal – A experiencia das empresas florestais

14h00 – 14h45 A organização de sistema integrado de prevenção e combate aos incêndios florestais – Fabio Ferlin/WestRock

14h45 – 15h30 Integração do sistema de monitoramento de pragas, doenças e de plantas daninhas – Mariane Bueno Camargo/Klabin

15h30 – 16h15 Aplicativo para o Manejo Integrado de Pragas (MIP) para formigas cortadeiras na região sul do Brasil – Wilson Reis e Mariane Nickele/Embrapa Florestas

16h15 – 17h00 Gestão da Produtividade Florestal: Um olhar integrado sobre os riscos de produção – Eduardo Moré de Mattos/Geplant

17h00 – 17h20 Debate com palestrantes

17h20 – 17h40 Networking Coffee

 

Serviço

7º Workshop Apre/Embrapa

Data: 19 e 20 de março de 2020

Local: Embrapa Florestas – Estrada da Ribeira, km 11 – Colombo (PR)

Inscrições: www.apreflorestas.com.br/evento/7o-workshop-embrapa-florestas-apre/

Informações: apreflorestas@apreflorestas.com.br – (41) 3233-7856